Não devemos nos surpreender se descobrirmos que alguns temas e personagens que aparecem em filmes de ficção científica ou, como neste caso, super-heróis, não são totalmente falsos, mas na verdade as velhas tradições e histórias falam sobre isso. Esse é o caso dos “Chitauri“, uma raça alienígena “fictícia” popularizada após a estréia do filme “Vingadores”.

Os Chitauri em “Avengers” (Vingadores) são uma raça extraterrestre que visa conquistar a Terra e subjugar a todos nós. O Chitauri, na realidade, de acordo com algumas tradições antigas Zulus seriam seres extraterrestres reptilianos e eles teriam tido contato direto com seres humanos no passado e até mesmo ter realizado seus planos sinistros, e possivelmente continuam a fazer hoje em dia… Surpreso?

Entrevista com Credo Mutwa

Entrevistado em 1998, o xamã Africano Credo Mutwa , que transmitiu antigas tradições da sabedoria Zulu. Ressaltamos que o Credo Mutwa possui o grau de Zanuzzi (Zulu Shaman) e Zangoma (Guardião da tradição )…

O conhecimento de que o xamã Credo Mutwa transmite compreende um legado de sabedoria de grupos étnicos africanos no que diz respeito à existência de diferentes raças antigas e aparentemente de origem extraterrestre, que veio a Terra a séculos atrás. Uma dessas raças é conhecida como: Chitauri ( seres reptóides ou reptilianos ).

Tendo viajado pelo mundo, Credo Mutwa , diz que as “lendas” das interações de humanos e reptilianos são de conhecimento comum na Austrália entre os aborígenes, as culturas do Japão e Taiwan, bem como indígenas nativos americanos como os maias, Sioux. , Cree e muitos outros.

A Kachina dos Hopis, por exemplo, reflete sua compreensão da presença dos extraterrestres na Terra. Agora parece que apenas as chamadas autoridades da civilização ocidental negam oficialmente a existência dessas criaturas.

As revelações do xamã Credo Mutwa sobre as tradições de antigos grupos étnicos africanos falam de extraterrestres reptilianos conhecidos como Chitauri.

Credo Mutwa explica a manipulação da vida na Terra por essas entidades negativas. A palavra Chitauri significa “ditadores, aqueles que ditam a lei”. Em outras palavras, “eles nos dizem, secretamente, o que temos que fazer”…

LEIA:  Qual a relação entre uma cidade subterrânea na Turquia e os "Reptilianos" de ubaid?

Mutwa descreveu-os como muito altos, quase 3 metros de altura e com diferentes classes sociais. A classe alta, a realeza, é descrita com vários chifres na cabeça, com asas e cauda enorme. Por outro lado, a classe guerreira ou classe baixa são descritas com grandes olhos de pupilas verticais, face redonda sem chifres, sem asas e sem cauda…

O texto a seguir é um trecho dos depoimentos sobre os seres Chitauri, que recebemos na entrevista com Credo Mutwa:

“Os seres humanos dos tempos passados ​​não sabiam falar, não tinham o dom da linguagem, só faziam sons parecidos com aqueles feitos por macacos e babuínos. Pessoas se comunicaram através da mente (telepatia). Um homem podia chamar sua esposa pensando nela, pensando em várias características de seu corpo, como o rosto, ou o aroma, o cabelo dela. Homens e mulheres também podiam mover objetos com a mente (telecinese), podiam ver o futuro e o passado, podiam viajar espiritualmente para mundos diferentes (desdobramento astral)….

Um caçador saiu para o mato e chamou os animais, os animais enviaram o espécime mais velho e mais cansado, ele se ajoelhou diante do homem para poder matá-lo rapidamente e pegar a carne. Naquela época não havia violência contra animais. Não houve violência contra a natureza. O homem pediu comida da natureza, aproximou-se de uma das árvores e pensou na fruta, a árvore permitiu que algumas frutas caíssem no chão e o homem as apanhou.

Até que, um dia no céu, surgiram objetos terríveis, semelhantes a esferas gigantes que brilhavam como o ouro mais brilhante, eram tão grandes quanto montanhas e muito mais. Eles vieram do céu fazendo um tremendo barulho e emanando fogo “.

O relato de Credo Mutwa continua:

“Daqueles objetos enormes vieram outros que pareciam placas profundas que lançavam fogo e barulho, e ventos que levantavam muito pó e cegavam a vista. Desses objetos vieram: os Chitauri, que segundo Credo Mutwa podem ser criaturas híbridas, humanoides e inteligentes, produto de uma antiga realização da engenharia genética extraterrestre, baseada no antigo DNA dos dinossauros. Em 1980, o paleontólogo americano Dale Russell fez saber que poderia haver uma criatura reptiliana na Terra e que ele seria um sobrevivente da era dos dinossauros.

Os Chitauri, eles disseram aos humanos (que estavam reunidos usando violência, que são raios de energia), que eles eram os grandes deuses do céu, e que eles lhes dariam os grandes presentes, desde que eles os adorassem e aceitam como seus deuses criadores. Eles também prometeram devolver os deuses aos humanos, se os aceitassem; e os humanos concordaram.

O Chitauri deu aos humanos: o dom da linguagem. As pessoas começaram a falar com suas bocas, quando anteriormente faziam com suas mentes. Surgiu um grande problema, pois foram dadas ao homem uma infinidade de idiomas ao acaso, o que causou que eles não pudessem se comunicar. As pessoas perceberam que pagaram um alto preço trocando a comunicação mental pela comunicação verbal…

Quando os Chitauri chegaram, os humanos foram divididos, tanto em espírito como em linguagem. Então, o Chitauri deu sentimentos estranhos aos seres humanos. Os humanos começaram a se sentir inseguros e começaram a construir aldeias com fortes cercas de madeira. Começaram a criar tribos e criaram-se as fronteiras entre territórios, que defenderam até a morte; originando assim guerras, ganância e ambição humana.

Eles (os Chitauri) gostam de colocar humanos contra seres humanos; eles gostam de nos fazer escravos sem que nos conscientizemos disso. “

Credo Mutwa continua:

“Os Chitauri se alimentam da energia que os seres humanos lhes fornecem. Eles são a causa das disputas entre grupos, medo e terror. Quando uma grande massa de pessoas está em crise ou com medo, os Chitauri se alimentam dessa energia. Eles se alimentam do que chamamos de ‘The Dark Power’.

Hoje, os descendentes de Chitauri, usam outros seres como seus criados, capazes de causar dor física e trauma emocional às vítimas humanas. Os famosos Seres Cinzentos ( extraterrestres Grays ) são os lacaios e servos dos Chitauri. Nós os chamamos de Mandinga, que significa (Os Atormentadores ou os torturadores). 

Eles são criaturas de baixa estatura, do tamanho de um pigmeu africano. Suas cabeças são tão grandes quanto uma melancia madura. Eles têm braços e pernas muito finos. Seus membros são muito longos para o seu corpo e seus pescoços muito finos “. 

As percepções de Credo Mutwa sobre as interações reptilianas entre humanos são confiáveis ​​porque explicam o comportamento de outro modo inexplicável de belicistas, políticos, chefes corporativos e outros que são “pontos chave” no sistema de controle dos Illuminati na Terra.

LEIA:  10 Características dos 144.000 Trabalhadores da Luz Profetizados que Ajudaram a Salvar o Mundo

Xamã Credo Mutwa continua:

“Outra coisa que nosso povo diz é que os Chitauri nos manipulam como marionetes. Eles criam alguns de nós. Eles enchem alguns de nós com muita raiva e grande ambição. E eles fazem essas pessoas que eles criaram se tornem grandes guerreiros que fazem guerras e conflitos terríveis.

“Mas, no final, os Chitauri não permitem que esses grandes líderes, chefes de guerra e reis, morram pacificamente. O chefe guerreiro é usado para fazer o máximo de guerra e caos possível, para matar o maior número possível de pessoas, e então, no final, o chefe guerreiro morre de forma terrível, com o sangue sendo derramado por outros. ”

Conclusão

Tais criaturas existem,  e quanto mais cedo os céticos entre nós encararem esse fato, melhor será!

levem em consideração.. Por que a humanidade não está progredindo? Por que estamos correndo em um grande círculo de autodestruição e destruição mútua?

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *