O fato de pensar que o ser humano é o único ser consciente existente em todo o universo parece uma verdadeira loucura, e ainda mais quando muitos pesquisadores apontam que a vida em nosso planeta pode ter como início a chegada de muitas espécies vindos do espaço exterior.

Com esta ação as bactérias e outras formas de vida proliferariam ao longo do seu caminho entre um planeta para outro, inclusive entre sistemas solares, e não apenas pelos choques de asteroides através do espaço, mas também pensa-se que muitas espécies foram introduzidas no nosso. Planeta por diferentes raças alienígenas provenientes de outros planetas ou sistemas solares.

Através de complexos cálculos e modelos, os cientistas podem dar conta da existência de planetas fora do sistema solar tal como o conhecemos, nos quais também se pode abrigar a vida.

Nós sabemos que muita desta informação está guardada e escondida de nosso conhecimento cautelosamente pela maioria das agências e grupos científicos que existem.

O problema da maioria dos seres humanos que habitam este planeta é que estão submersos na ignorância e na programação mental ao longo dos anos.

Uma das hipóteses que conduziam alguns cientistas que trabalham com alguns modelos de computadores, era que a mais perto do sol, os planetas não podiam ter água, tal como a conhecemos, já que o calor do mesmo faria com que se evaporar.
Mas o que se passava com os planetas que se encontram mais afastados? Partindo da base que todos os planetas que estão longe do sol têm água em estado líquido, então em todos esses planetas distantes há possibilidade de vida?

No nosso planeta existe energia calórica e luminosa que vem do sol e outra que vem do centro da terra. Em conclusão, o que procura explicar-se através dos modelos, é que se o fenômeno que acontece na terra, também pode ser dado em outros planetas para poder falar de vida extraterrestre, então poderíamos considerar que a existência de vida em outros planetas ou sistemas solares. É uma possibilidade muito grande.

ORIGEM EXTRATERRESTRE DO ADN

A vida na terra, em particular os seres humanos, foram criados por engenheiros genéticos vindos de outros planetas.

Extraterrestres já deram a certos contactados detalhes em relação à origem da vida, tais como os engenheiros.

Henrique Castelo Recanto é quem relata sua experiencia em uma entrevista, como ele ao estar reunido com os extraterrestres dentro de um disco voador, aqueles confirmaram que foram eles mesmos que “criaram os seres humanos” na origem dos tempos e que muitas das espécies no nosso planeta foram introduzidas por eles…

Será que agem como guardiões vigilantes?

Existem nesta galáxia aqueles que são conhecidos como os semeadores de vida ou engenheiros genéticos, encarregados de ajudar a natureza espalhando a vida inteligente pelos diversos cantos da galáxia; depois vêm os guardiões e vigilantes cujo trabalho se concentra no controle dos processos iniciados em planetas selecionados para a experimentação, ou na proteção e supervisão dos mundos em ascensão; e finalmente vêm os guardiões e vigilantes cujo trabalho se concentra no controle dos processos iniciados em planetas selecionados para a experimentação, ou na proteção. E Supervisão dos mundos em ascensão; e finalmente vêm os instrutores, contingente a cargo do fornecimento de informação e conhecimento, bem como da ajuda na ativação de mecanismos que os instrutores se encarregam do fornecimento de informações que contribuam ao despertar das consciências e das potencialidades internas da mente.

Todos eles estão sob a coordenação e direção de um conselho principal de anciões conhecido como o conselho dos 24 imortais da galáxia ou conselho da Confederação de mundos, que agrupa todos os mundos mais evoluídos da galáxia na capacidade de se ajudar. E dar ajuda aos outros.

Também nesse mesmo sentido, os seres das estrelas provenientes das plêiades, disseram ao contato suíço Billy Meier, que aqueles chegaram a esse conjunto estelar de Lyra, uma vez a guerra foi desencadeada e alguns planetas foram destruídos, embora a verdade. Interessante reside na origem anterior dos pleyadianos, que aparentemente e sem determinar exatamente em que data, chegaram às plêiades em tempos remotos, provenientes de outra galáxia.

Existem qualidades que civilizações muito avançadas levam de uns limites a outros pelos mais diversos motivos.

Em igual dedução podemos tomar como exemplo aquela informação que o extraterrestre genom, de alfa b, transmitiu ao grupo aztlán sobre a origem da vida na terra:

Cada geração tem um prazo previsto pelo coletivo. No caso do planeta terra esse prazo costuma ser de 25.000 anos, que é o tempo que demora o vosso sol a dar a volta ao redor da estrela alción da constelação das plêiades.

Na Terra, há vestígios de vida humana que remontam a 600 milhões de anos. Desde essa época, aproximadamente, a evolução do planeta permitiria a vida de seres humanos por algumas zonas de sua casca, por isso os homens de apu encontraram em suas pequenas comunidades, restos mortais de diferentes graus de evolução, cujos planetas de origem estavam sofrendo mudanças que os tornavam inabitáveis, indefinidamente ou temporariamente. Estes homens encontraram na terra um lugar para viver por um tempo, até que pudessem ser levados a planetas em condições de aqui indefinidamente.

Esta é a razão das chamadas pegadas erráticas, denominação que os arqueólogos e antropólogos têm atribuído aos vestígios que, de acordo com a cronologia estabelecida academicamente, não podiam estar lá.

Vale como exemplo a descoberta de Stanley Taylor, de fimsfor Christ Association, nas margens do Rio Paluxy, nos Estados Unidos, onde encontrou pegadas humanas ao lado das de dinossauros, quando a antropologia coloca o desaparecimento destes animais há mais de 250 Milhões de anos e ainda faltavam 247 milhões de anos para o aparecimento do primeiro proto-hominídeo.

Há cerca de três milhões de anos foi feita a primeira modificação genética em primatas que a vossa ciência chama de australopiteco.

Na sequência desta alteração, surgiu, após vários milhares de anos, uma nova espécie de seres chamados pitecantropos, com características claramente proto-humanas.

Pelo próprio desenvolvimento e assimilação das suas experiências, o pitecantropos passou a tornar-se o ser a que se chama Neandertal ou homo sapiens, com características já claramente humanas. Estes seres foram submetidos a uma segunda manipulação genética, que resultou no aparecimento do primeiro ser humano consciente autóctone da terra: o homem de cro-magnon ou homo sapiens sapiens. Esta nova modificação afeto ao desenvolvimento do cérebro dos homens de neandertal, em especial à ligação entre o neocortex e o hipotálamo, o que lhes permitiu expandir a sua capacidade intelectual.

Apareceu a linguagem, se uma série de centros e glândulas que permitiram ao homem lutar contra a adversidade, usando cada vez mais áreas cerebrais. Chegado a este ponto, quando os seres humanos observam o céu estrelado podem chegar à conclusão que não deixam de ser um grão de areia em um deserto imensurável e talvez sintam uma certa angústia ao não alcançar essas respostas esperadas, aquelas repetidas que levam a nos perguntar. Quem somos, de onde viemos e para onde vamos, se é verdade que desconhecer as respostas não quer dizer que aquelas não existam como tais, por exemplo; se damos por certo que civilizações extraterrestres “Semearam a vida este planeta” Alguém então pode raciocinar. Sabiamente… mas quem criou esses mesmos extraterrestres?

Evidentemente, face a esta questão quase-Metafísica, as explicações deveriam ser procuradas noutros planos diferentes do que entendemos por dimensões materiais.

A própria criação e a própria vida deveríamos entendê-la no raciocínio localizado no que entendemos como diferentes dimensões, ou seja, que a entidade citada pelos extraterrestres como suprema força criadora teria tornado possível desde o início de todos os tempos o universo espiritual; posteriormente Entidades superiores desse mesmo universo espiritual criaram o universo mental e este, por sua vez, desenvolveu o universo material, onde atualmente nos encontramos os seres humanos e outras criaturas de mundos habitados.

É por isso que os extraterrestres sempre colocam a tônica na necessidade de todas as civilizações de procurar um equilíbrio entre o plano social, tecnológico e espiritual, porque se um dos três vértices falhar, a evolução de qualquer criatura ou sociedade é impossível, não. Pode ascender a dimensões superiores.

Podemos continuar a falar sobre este assunto e nunca acabar. Espero que tudo isto te tenha servido para raciocinar um pouco e, ao mesmo tempo, esclarecer as tuas ideias e pensamentos.

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *